Eternos Aprendizes

30/04/2009

Eternos Aprendizes em novo endereço!

ATENÇÃO !

Exoplaneta gelado

Eternos Aprendizes estão agora em novo endereço!

O novos posts de Eternos Aprendizes relacionados aos temas Astronomia, Espaço, Exploração Espacial, Cosmologia e Física estão sendo publicados em nosso novo endereço: www.eternosaprendizes.com

ou: http://eternosaprendizes.com

ou, via RSS: http://eternosaprendizes.com/feed/

ou, por RSS ATOM: http://eternosaprendizes.com/feed/atom/

Os posts antigos e seus comentários foram todos migrados para o novo endereço, no entanto, para que os leitores não percam os links antigos, manteremos aqui os posts originais, com ponteiros para o novo blog por mais alguns meses.

Esperamos por vocês lá!

ROCA e ξΥξ

14/03/2009

Cometas não só podem aniquilar a vida, mas também impedir que ela apareça!

Cometas não só podem aniquilar a vida, mas também impedir que ela apareça!

planeta-em-tau-ceti-bombardeada-por-cometas

Impressão artística de um planeta esterilizado pelo contínuo bombardeio de cometas e meteoros. Crédito: David Hardy em http://www.pparc.ac.uk/Nw/tc_images.asp

lgumas estrelas têm um elevado nível de cometas à sua volta e isso pode trazer o apocalipse sobre as possíveis formas de vida enraizadas em seus planetas. Visando entender melhor como isso funciona, há uma investigação em curso para determinar qual fração de sistemas estelares que podem ser inabitáveis por causa de impactos de cometas.

Muitos dos cometas no nosso sistema Solar estão no Cinturão Kuiper, um disco cheio de detritos que se estende desde a órbita de Netuno (30 UA) para quase duas vezes o superior a essa distância. Outras estrelas têm mostrado discos de detritos semelhantes a esse. Um exemplo disso é Epsilon Eridani, estrela gêmea do Sol a 10 anos-luz da Terra, que é um sistema jovem que possui três anéis.

epsilon-eridaniCerca de 20 por cento das estrelas semelhantes ao Sol têm discos de detritos que são mais substanciais que o nosso Cinturão de Kuiper, de acordo com os dados do Telescópio Espacial Spitzer. Mais detritos podem significar mais cometas, mas isso também pode significar mais impactos assassinos em planetas semelhantes à Terra orbitando essas estrelas?

Para responder isso temos que saber se existem planetas gigantes como Júpiter ao redor dessas estrelas semelhantes ao Sol.

Para ler o artigo completo, clique aqui

Eternos aprendizes estão em novo endereço: www.eternosaprendizes.com

Eternos aprendizes estão em novo endereço: http://www.eternosaprendizes.com

12/03/2009

Por que Plutão não é mais um Planeta?

Por que Plutão não é mais um Planeta?

plutao-charon-nix-hydra

Plutão e suas 3 luas: Caronte, Nix e Hydra

Por que Plutão não é mais um planeta? Alguns anos depois da decisão controversa da União Astronômica Internacional, o debate segue não resolvido, e as pessoas às vezes parecem não aceitar. Isso é um ponto sensível para muitos – Plutão não é um planeta. Neste artigo, vou explicar os acontecimentos que levaram à decisão, o estado atual da definição planetária, e se Plutão tem qualquer esperança para o futuro. Vamos descobrir porque Plutão não é mais considerado um planeta.

Para ler o artigo completo, clique aqui

Eternos aprendizes estão em novo endereço: www.eternosaprendizes.com

Eternos aprendizes estão em novo endereço: http://www.eternosaprendizes.com

11/03/2009

A procura pelo planeta X vai ganhar um reforço extra do observatório Pan-STARRS

A procura pelo planeta X vai ganhar um reforço extra!

A persistente procura pelo planeta X vai ganhar um reforço extra a partir do novo sistema Pan-STARRS, um programa de procura por asteróides potencialmente perigosos (PHAs) em desenvolvimento pelo instituto de astronomia da universidade do Havaí.

Concepção artística de um objeto do Cinturão de Kuiper (KBO), um anel de asteróides de detritos congelados que se estende além a órbita de Neturo. Imagem: T Pyle (SSC) / JPL-Caltech / NASA

Concepção artística de um objeto do Cinturão de Kuiper (KBO), um anel de asteróides de detritos congelados que se estende além a órbita de Netuno. Imagem: T Pyle (SSC) / JPL-Caltech / NASA

Se nós soubéssemos o bastante para afirmar que o sistema Solar é uma construção em filigrana, nós poderíamos deduzir onde todos os seus blocos estão. Dessa forma, escondido nas sombras distantes há uma suspeita não confirmada da presença de um suposto planeta desconhecido – o Planeta X, um hipotético e distante objeto congelado, talvez das dimensões de Marte ou até mesmo da própria Terra.

Se algum dia for descoberto, o Planeta X seria a mais significativa adição ao sistema Solar desde a descoberta de Plutão em 1930, o notório planemo que foi demovido para “não-planeta”.

Para ler o artigo completo, clique aqui

Eternos aprendizes estão em novo endereço: www.eternosaprendizes.com

Eternos aprendizes estão em novo endereço: http://www.eternosaprendizes.com

22/01/2009

2012: Não haverá Planeta X

2012: Não haverá Planeta X

Tendo em vista os diversos alertas e notícias falsas sobre tragédias a ocorrer no ano de 2012  alegando o  suposto ‘fim do calendário Maia‘, estamos postando uma série de artigos para desmistificar esses cenários apocalípticos impossíveis. Esse é o terceiro artigo que fala sobre o suposto Planeta X que supostamente se aproximará perigosamente da Terra em 2012 e provocará o ‘fim do mundo‘.

2012: No Planet X (2012: Não haverá Planeta X)

Tradução do artigo escrito por Ian O’Neill na Universe Today em 25 de maio de 2008

doomsday_planet_x

2012: Não haverá Planeta X!

Aparentemente, o Planeta X (também conhecido como Nibiru) foi observado pelos astrônomos no princípio dos anos 80, nos confins mais remotos do Sistema Solar. O tal planeta tem sido seguido por observatórios infravermelhos, foi visto rondando pelo Cinturão de Kuiper e agora acelerando justamente em nossa direção e entrará no Sistema Solar interior em 2012. Então, o que isso quer dizer para nós? Bem, os efeitos de aproximação do Planeta X sobre nosso planeta serão bíblicos e mais ainda, esses efeitos estão sendo sentidos desde agora. Milhões, ou até mesmo bilhões de pessoas morrerão, o aquecimento global vai aumentar, terremotos, saques, fome, guerras, colapso social, incluindo explosões solares assassinas, todas essas desgraças serão causadas por Nibiru quando ele passar através do núcleo do Sistema Solar. Tudo isto irá ocorrer em 2012, e devemos começar a nos preparar para nossa extinção desde já…

Como já se investigou em artigo anterior, “2012: Não Haverá o ‘Fim do Mundo“, tem-se dado grande importância para o suposto evento chamado “o final do calendário Maia de Contagem Longa”. De acordo com este calendário e mitos Maias, algo ocorrerá em 21 de dezembro de 2012. Agora, os apocalípticos que apóiam o Planeta X parecem ter calculado que seu hipotético e letal planeta viajará em uma excêntrica órbita para causar um caos gravitacional na Terra, causando danos ambientais, econômicos, geológicos e sociais e matando a uma grande parte da vida terrestre… e tudo isso tem data marcada: 2012.

Sinto muito, mas os “fatos” que estão por trás do mito do Planeta X/Nibiru simplesmente não têm o menor sentido. Então não se preocupe, o Planeta X não baterá em nossa porta em 2012.

Explicarei a seguir as razões…

Para ler o artigo completo, clique aqui

Eternos aprendizes estão em novo endereço: www.eternosaprendizes.com

Eternos aprendizes estão em novo endereço: http://www.eternosaprendizes.com

18/01/2009

2012: o Planeta X não é Nibiru

2012: o Planeta X não é Nibiru

Tendo em vista os diversos alertas e notícias falsas sobre tragédias a ocorrer no ano de 2012  alegando o  suposto ‘fim do calendário Maia’, estamos postando uma série de artigos para desmistificar esses cenários apocalípticos impossíveis. Esse é o segundo artigo que fala sobre o suposto Planeta X e sua alegada associação com o hipotético planeta errante Nibiru.

2012: Planet X is not Nibiru (2012: o Planeta X não é Nibiru)

Tradução do artigo escrito por Ian O’Neill na Universe Today em 19 de junho de 2008

Planeta X não é Nibiru!

Planeta X não é Nibiru!

Os limites exteriores do sistema Solar contêm muitos planetas anões ou plutóides ainda a serem descobertos. Desde que começou a busca do Planeta X no início do século XX, a possibilidade da existência de um hipotético planeta a orbitar o Sol além do Cinturão de Kuiper tem alimentado muitas teorias apocalípticas e especulações se, na realidade, o Planeta X é de fato um irmão binário do Sol perdido há muito tempo. Mas, qual é a razão para se temer a combinação Planeta X/’fim do mundo‘? Não seria o tal Planeta X apenas em um objeto hipotético, desconhecido e nada sinistro?

Como previamente discutimos no artigo da Universe Today “2012: Não haverá Planeta X“, os profetas do apocalipse têm vinculado a busca atual do Planeta X à antiga profecia Maia de 2012 e ao mítico planeta sumério Nibiru, culminando com péssimas notícias para o dia 21 de dezembro de 2012. Entretanto, as evidências astronômicas para estas ligações têm sérios erros.

Para ler o artigo completo, clique aqui

Eternos aprendizes estão em novo endereço: www.eternosaprendizes.com

Eternos aprendizes estão em novo endereço: http://www.eternosaprendizes.com

12/01/2009

2012: Não haverá nenhum cometa assassino, Nibiru ou Planeta-X

2012: Não haverá nenhum cometa assassino, Nibiru ou Planeta-X

Tendo em vista os diversos alertas e notícias falsas sobre tragédias a ocorrer no ano de 2012  alegando o  suposto ‘fim do calendário Maia’ em 2012, vamos postar uma série de artigos para desmistificar esses cenários apocalípticos impossíveis. Primeiro falaremos sobre a suposta vinda do alegado cometa de 2012.

2012: No Comet (2012: Não Haverá Cometa)

Tradução do artigo escrito por Ian O’Neill na Universe Today em 21 de dezembro de 2008

asteroid_earth_impact

Impacto de cometa na Terra

De acordo com os defensores do apocalipse em 2012, algo bem grande chegará até nós. Por “algo grande” quero dizer uma entidade cósmica incontrolável (por exemplo: o Planeta X, Nibiru ou uma tempestade solar “assassina”), e por “nós” me refiro a todo o planeta Terra. Dar apoio a cenários apocalípticos em 2012 baseando-se no antigo calendário Maia parece estar tomando velocidade entre autores, sites web, documentários e (pessoalmente meu favorito) os vídeos no Youtube. De acordo com eles, algo de mal se sucederá em torno da data de 21 de dezembro de 2012. Provavelmente a diferença mais interessante entre os cenários apocalípticos de 2012 e as profecias apocalípticas do passado é que quase todos os possíveis portadores do apocalipse (e os impossíveis… ou implausíveis) se auto-proclamam assassinos do planeta.

Por isso, neste artigo vamos abordar outro cenário apocalíptico astronômico, passaremos em revista a teoria de que um cometa atualmente vindo do espaço profundo fará sua lenta aproximação final em sua órbita parabólica até a Terra. Mas, antes que você fique preocupado, alegre-se em saber que a teoria do impacto cometário em 2012 é tão sólida como um saco vazio – não existe nenhum objeto observado lá fora e certamente não existe nenhuma evidência sugerindo que poderá haver um impacto cometário em 2012… e aqui está a razão

Para ler o artigo completo, clique aqui

Eternos aprendizes estão em novo endereço: www.eternosaprendizes.com

Eternos aprendizes estão em novo endereço: http://www.eternosaprendizes.com

28/10/2008

Epsilon Eridani, a estrela irmã do Sol, tem 3 anéis

Epsilon Eridani, a estrela irmã do Sol, tem 3 anéis

Os astrônomos descobriram que a famosa estrela Épsilon Eridani, uma das estrelas mais próximas da Terra, contém um tríplice sistema de anéis, ou seja, dois cinturões internos de asteróides e um anel externo de gelo e cometas. O cinturão interno de asteróides é virtualmente um irmão gêmeo do cinturão de asteróides do nosso Sistema Solar enquanto que o outro cinturão externo possui 20 vezes mais massa. Além disso, a presença desses três anéis implica certamente na presença de planetas ainda não detectados confinados entre os mesmos. Esses supostos planetas limparam suas órbitas e delimitaram os formatos desses três cinturões.

epsilon-eridani

Epsilon Eridani - Esse desenho mostra o sistema planetário mais próximo do nosso Sistema Solar. NASA/JPL-Caltech

A estrela Épsilon Eridani é ligeiramente menor e mais fria que o Sol. Épsilon Eridani é a nona estrela mais próxima do Sol e é visível a olho-nú, na constelação de Eridanus, 10,5 anos-luz de distância da Terra e portanto a estrela mais próxima com sistema planetário confirmado. Trata-se de uma estrela jovem em relação ao Sol com aproximadamente 850 milhões de anos de idade (o nosso Sistema Solar tem mais de 4,5 bilhões de anos). Comparando os dois sistemas nota-se que Épsilon Eridani tem semelhanças notáveis com o Sistema Solar quando imaginamos o mesmo com menos de 1 bilhão de anos de idade.

Para ler o artigo completo, clique aqui

Eternos aprendizes estão em novo endereço: www.eternosaprendizes.com

Eternos aprendizes estão em novo endereço: http://www.eternosaprendizes.com

26/09/2008

Vamos saudar ‘Haumea’ o quinto planeta-anão

Vamos saudar ‘Haumea’ o quinto planeta-anão

Haumea e suas luas Hi’iaka (a maior) e Nãmaka - crédito: NASA, APOD

Haumea e suas luas Hi’iaka (a maior) e Nãmaka - crédito: NASA, APOD

A União Astronômica Internacional (IAU) anunciou em 17/09/2008 que o bizarro objeto conhecido como 2003 EL61 passa a fazer parte da categoria de “Planeta-Anão”, batizado com o nome de Haumea, que é o nome da deusa da fertilidade da mitologia do Havaí.

Com essa decisão Haumea passa a ser o quinto planeta-anão da família, cujos demais membros são Ceres, Plutão, Eris e Makemake.

Para ler o artigo completo, clique aqui

Eternos aprendizes estão em novo endereço: www.eternosaprendizes.com

Eternos aprendizes estão em novo endereço: http://www.eternosaprendizes.com

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.