Eternos Aprendizes

23/04/2009

Hubble confirma a atuação da Matéria Escura no Universo Primordial

Hubble confirma o papel da Matéria Escura na evolução do Universo

Imagem da câmera NICMOS do Hubble capturou o campo norte da pesquisa GOODS com imagens das galáxias distantes do Universo primordial. Crédito: C Conselice, A Bluck e equipe GOODS NICMOS

Imagem da câmera NICMOS do Hubble capturou o campo norte da pesquisa GOODS com imagens das galáxias distantes do Universo primordial. Crédito: C Conselice, A Bluck e equipe GOODS NICMOS

Uma nova pesquisa revelou como as galáxias mais massivas se formaram no Universo primordial e as descobertas confirmam a teoria que suporta a atuação da Matéria Escura Fria na evolução das galáxias. Um time de cientistas de 6 países usou câmera de captura da radiação infravermelha NICMOS do telescópio espacial Hubble para realizar a mais profunda pesquisa já realizada nas faixas infravermelhas do espectro.

Para ler o artigo completo, clique aqui

Eternos aprendizes estão em novo endereço: www.eternosaprendizes.com

Eternos aprendizes estão em novo endereço: http://www.eternosaprendizes.com

Anúncios

19/12/2008

NGC 6745 – Galáxias em colisão formam o desenho de uma cabeça de pássaro

duas galáxias em colisão formam o desenho de uma cabeça de pássaro

NGC 6745: a foto mostra duas galáxias em colisão que formam o desenho de uma cabeça de um pássaro tentando fisgar seu alimento. {1}

As galáxias em geral não têm uma aparência como a da NGC 6745. Essa galáxia ímpar mostra na realidade o resultado de duas galáxias em colisão há centenas de milhões de anos.

Essa fotografia mostra no canto inferior direito a galáxia menor, a NCG 6745B, afastando-se. A galáxia maior, a NCG 6745A, exibida na imagem foi no passado uma típica galáxia espiral que agora aparece deformada e com um formato peculiar. A gravidade distorceu violentamente os formatos de ambas as galáxias. Embora seja bem provável que nenhuma estrela tenha colidido diretamente, o gás, a poeira cósmica, e os campos magnéticos interagem diretamente. De fato, um de gás ejetado da galáxia maior no canto inferior direito da foto já iniciou a formação de novas estrelas. A NGC 6745 tem cerca de 80 mil anos-luz de diâmetro e está localizada há 200 milhões de anos-luz da Terra.

Fontes e Referências:

NASA Hubblesite.org: A Bird’s Eye View of a Galaxy Collision

Foto:

{1} A Galaxy Collision in NGC 6745 Crédito: NASA, ESA e Hubble Heritage Team (STScI/AURA)-ESA/Hubble Collaboration – Roger Lynds (KPNO/NOAO) et al.

Eternos aprendizes estão em novo endereço: www.eternosaprendizes.com

Eternos aprendizes estão em novo endereço: http://www.eternosaprendizes.com

Blog no WordPress.com.