Eternos Aprendizes

14/04/2009

Apollo 17: os astronautas comprovaram que fita adesiva é um equipamento mandatório na exploração espacial

Apollo 17: os astronautas comprovaram que fita adesiva é um equipamento mandatório na exploração espacial

Missão Apollo 17: rover reparado com fita adesiva, grampos e mapas descartáveis

Missão Apollo 17: rover reparado com fita adesiva, grampos e mapas descartáveis

Por que a Lua é tão cheira de poeira?

Na Terra as rochas são erodidas pelo vento e pela água, criando o solo e areia. Na Lua, uma longa história de bombardeio por micrometeoritos tem atingido duramente a superfície rochosa criando uma camada de poeira fina e áspera de solo lunar ou regolito.

Para ler o artigo completo, clique aqui

Eternos aprendizes estão em novo endereço: www.eternosaprendizes.com

Eternos aprendizes estão em novo endereço: http://www.eternosaprendizes.com

29/01/2009

Pedra lunar revela que a Lua teve um núcleo magnético pastoso

Pedra lunar revela que a Lua teve um núcleo magnético pastoso

NASA

O astronauta Harrison Schmidt coletando amostras na missão Apollo 17. Crédito: NASA

Quando, nos anos 60 e 70, os cientistas afirmaram que as pedras da Lua trazidas pelos astronautas da Apollo iriam manter os pesquisadores bastante ocupados por décadas, eles não estavam brincando. A análise em uma das mais puras rochas coletadas na missão Apollo 17 ajudou a resolver um antigo enigma lunar. Os pesquisadores do Massachusetts Institute of Technology (MIT) trabalharam na mais detalhada análise já feita da mais antiga pedra da coleção da Apollo. Traços magnéticos registrados na rocha forneceram uma forte evidência que há 4,2 bilhões de anos a Lua tinha um núcleo líquido com um dínamo, como o manto existente na Terra hoje, o qual produz um poderoso campo magnético.

Para ler o artigo completo, clique aqui

Eternos aprendizes estão em novo endereço: www.eternosaprendizes.com

Eternos aprendizes estão em novo endereço: http://www.eternosaprendizes.com

28/01/2009

Amostras de rochas lunares trazidas pela missão Apollo 17 ajudam cientistas a apurar a idade da Lua

Amostras de rochas lunares trazidas pela missão Apollo 17 ajudam cientistas a apurar a idade da Lua

O Cientista-astronauta Harrison Schmidt fotografado perto de uma grande rocha durante uma exploração da superficie lunar feita por ele e pelo companheiro, o astronauta da Apollo 17, Eugene Cernan. Esta grande rocha foi chamada “Split Rock” (Pedra Rachada). Cientistas analisaram amostras tiradas da "Split Rock" e concluiram que ela foi formada por solidificação de material de impacto. Isto quer dizer que "Split Rock" foi formada por rocha derretida, lançada pelo impacto de um meteorito. Ao fundo vemos o jipe lunar que foi utilizado pelos astronautas para se deslocarem para longe do local de pouso e coletar amostras lunares.

O cientista-astronauta Harrison Schmidt fotografado perto de uma grande rocha durante uma exploração da superfície lunar feita por ele e pelo companheiro, o astronauta da Apollo 17 Eugene Cernan. Esta grande rocha foi chamada “Split Rock” (Pedra Rachada). Os cientistas analisaram amostras tiradas da "Split Rock" e concluíram que ela foi formada por solidificação de material de impacto. Isto quer dizer que "Split Rock" foi formada por rocha derretida, lançada pelo impacto de um meteorito. Ao fundo vemos o jipe lunar que foi utilizado pelos astronautas para se deslocarem para longe do local de pouso e coletar amostras lunares.

Uma pequena quantidade do mineral zircônio, mais antiga que qualquer uma já encontrada na Terra, foi extraída a partir de uma amostra de rocha trazida pelos astronautas da missão Apollo 17. O mineral encontrado ajudará na apuração da data em que a Lua recém formada se solidificou.

Para ler o artigo completo, clique aqui

Eternos aprendizes estão em novo endereço: www.eternosaprendizes.com

Eternos aprendizes estão em novo endereço: http://www.eternosaprendizes.com

Blog no WordPress.com.